Câncer de cabeça e pescoço: cigarro e álcool são os grandes vilões

Julho. Mês de alerta e prevenção do câncer de cabeça e pescoço – chamado de Julho Verde. Nesse tipo de câncer estão os tumores localizados na boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe, esôfago cervical, glândula tireoide e seios paranasais.

Estudos apontam que o risco de um câncer de cabeça e pescoço ocorrer em quem fuma e bebe é muito maior do que nas pessoas que nunca fumaram ou não bebem. Outros fatores de risco que também são importantes são má higiene bucal e a contaminação por HPV (Papiloma vírus humano), que pode ser transmitido pela via sexual ou pelo contato direto com a pele.

O tumor de laringe é um dos mais comuns no grupo de câncer de cabeça e pescoço. Um paciente que precisar retirar totalmente a laringe poderá ter sequelas, como a perda da voz e alterações no sistema respiratório.

Dia 27 de julho é o Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço.

 

Sintomas

Nas fases iniciais, os tumores podem ser assintomáticos. Entretanto, à medida que vão se desenvolvendo, costumam causar os seguintes sinais e sintomas como:

  • Manchas brancas na boca
  • Dor
  • Lesão ulcerada ou com sangramento e cicatrização demorada
  • Nódulos no pescoço presentes por mais de duas semanas
  • Mudanças na voz, além de rouquidão persistente
  • Dificuldade para engolir

 

Captura-de-Tela-2014-05-10-às-15.56.43-768x545

 

(FONTE: INSTITUTO VENCER O CÂNCER)