Prevenção e diagnóstico precoce são as principais armas contra o câncer de cabeça e pescoço

Prevenção e diagnóstico precoce são as principais armas contra o câncer de cabeça e pescoço

  • Dia 27 de julho é o Dia Mundial de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço e especialista alerta para cuidados que ajudam a prevenir a doença.

 

O câncer é conhecido por ser uma doença “silenciosa”, isto é, que não apresenta sinais até que esteja em estágio avançado. Contudo, este não é o caso do câncer de cabeça e pescoço. Nesta região, a doença costuma ser mais agressiva e apresentar sintomas visíveis, como dor, dificuldade para engolir, feridas ou úlceras que não cicatrizam, dentre outros.

Acontece que, também nesse caso, quanto antes for feito o diagnóstico, maior é a chance de cura. Nesse aspecto, até mesmo o olhar atento de um dentista, durante uma consulta de rotina, pode salvar a vida!

O grupo definido como câncer de cabeça e pescoço compreende as partes da boca, língua, faringe, laringe, esôfago, orofaringe (garganta), nasofaringe e tireoide. Além dos sintomas já citados, outros ainda incluem: sangramentos pelo nariz, caroços no pescoço e, dependendo do avanço da doença, perda de apetite e de peso. “Frequentar regularmente o dentista já é um hábito que facilita o diagnóstico no início da doença e que, consequentemente, permite um tratamento mais rápido, pois, quanto mais avançado o câncer estiver, mais difíceis serão os tratamentos e a chance de cura começa a diminuir. Notou um caroço no pescoço? Procure um médico! Pode ser que não seja nada, mas ouça a opinião de um especialista”, adverte Dr. Carlos Eduardo Ribeiro Moura, médico oncologista clínico do Instituto de Oncologia de Sorocaba (IOS).

Em 2014, no congresso mundial da especialidade, a Federação Internacional das Sociedades Oncológicas de Cabeça e Pescoço (IFHNOS) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) instituíram 27 de julho como o “Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço”. Desde então, este mês passou a ser conhecido como “Julho Verde”.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2018, no Estado de São Paulo, o câncer de cavidade oral, um dos tipos mais incidentes em homens, ocupou a 5° posição, com 11.200 casos. O de laringe ficou na 8° posição, com 6.390 episódios. Já, o câncer da glândula tireoide, um dos mais recorrentes em mulheres, ficou em 5° lugar, com 8.040 casos.

De acordo com Dr. Carlos Eduardo, as principais causas para o câncer de cabeça e pescoço são o consumo de álcool e de tabaco e infecções por HPV (sigla em inglês para Papilomavírus Humano). “As pessoas que fazem radiação na região da cabeça e pescoço por um motivo qualquer têm uma incidência maior de câncer de tireoide. Tirando este, os principais causadores da doença são o cigarro e a bebida, sendo a associação dos dois ainda pior. E, obviamente, tem outras particularidades que interferem, como a obesidade, por exemplo. Então, cigarro, álcool, infecções por HPV e excesso de peso são os grandes vilões para o câncer de cabeça e pescoço”, esclarece o oncologista.

Quando a doença é descoberta em estágio avançado, seja porque o paciente não procurou ajuda médica antes, ou porque houve falha no diagnóstico ou demora no sistema de saúde, o paciente é quem sofre as consequências. Se tiver uma ferida ou úlcera na boca, o mau cheiro é perceptível. Então, os sintomas acabam excluindo a pessoa do convívio social e, até mesmo, familiar. Dependendo do avanço desse tipo de câncer, a pessoa já não consegue mais se alimentar, sendo necessário o uso de sonda. “Uma coisa comum e que costuma reunir todos é comer em família. Essa pessoa não vai mais poder fazer isso. Então, imagina os transtornos que isso vai causando e, às vezes, tão somente por atraso no diagnóstico. Por isso, é tão importante a prevenção”, enfatiza o médico especialista do IOS.

Existem diferentes tratamentos disponíveis para a doença, como, por exemplo, cirurgias, radioterapia, imunoterapia, quimioterapia, iodo radiativo, dentre outros. Aqueles que estiverem com alguma suspeita de câncer, seja qual tipo for, devem procurar ajuda médica o mais rapidamente possível, para que possam receber o devido auxílio.